Sebastião Costa pede empréstimo de R$ 11 milhões enquanto prefeita Luciana adota plano de contenção de despesas


Em uma clara disparidade de gestão entre cidades vizinhas, o prefeito Sebastião Costa, de Fortuna, parece seguir um caminho oposto ao adotar medidas que comprometem ainda mais as finanças do município. Enquanto isso, a prefeita Luciana Leocádio, de Buriti Bravo, demonstra responsabilidade e comprometimento ao reduzir seu próprio salário em 20% e implementar medidas de contenção de despesas.

Diferentemente da postura adotada em Buriti Bravo, onde a gestão liderada por Luciana Leocádio busca manter o equilíbrio orçamentário, em Fortuna, o prefeito protocolou um pedido de empréstimo no valor de R$11 milhões de reais. Essa atitude levanta questionamentos sobre a eficácia na administração dos recursos públicos e sinaliza um descontrole financeiro na cidade vizinha.

Enquanto Luciana Leocádio busca estratégias para enfrentar os desafios econômicos sem comprometer os serviços essenciais à população, Sebastião Costa opta por endividar o município, aumentando o peso sobre os ombros dos cidadãos de Fortuna.

A decisão de Luciana em reduzir seu próprio salário, bem como do vice-prefeito, e implementar cortes em despesas não obrigatórias reflete um compromisso sério com a responsabilidade fiscal e a transparência na gestão. O contraste com a situação em Fortuna destaca a importância de escolhas conscientes para garantir a estabilidade financeira das cidades.

O que motivou a decisão de Sebastião Costa de buscar um empréstimo milionário em vez de adotar práticas de contenção de despesas? Essa é uma pergunta que a população de Fortuna certamente está se fazendo enquanto observa as diferentes abordagens de gestão nas cidades vizinhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Arquivos do Reais