Comarca de São João dos Patos participa de plano tático da CGJ

“Nesse primeiro dia a Coordenadoria de Planejamento da Corregedoria realizou um diagnóstico da nossa unidade, e de forma objetiva e prática, ofertou ferramentas e conhecimento para um trabalho direcionado ao alcance das metas e aprimoramento da prestação jurisdicional”. Com essa afirmativa, o magistrado Carlos Jean Saraiva Saldanha, titularizado há pouco mais de oito meses na Comarca de São João dos Patos, município a 548 km da Capital, avaliou o primeiro dia de plano tático que a Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA) implementa na unidade judicial nos dias 15 e 16 de março.

Dados do sistema Termojuris indicam que a Vara Única de São João dos Patos possui um acervo total de 5.598 processos, com 3.273 aguardando julgamento, e 2.036 conclusos em gabinete há mais de 100 dias. Na Secretaria Judicial são 298 processos aguardando movimentação também pelo mesmo tempo. Nos últimos dois anos a unidade não conseguiu alcançar as metas 1 e 2, e foi inserida no grupo de acompanhamento da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA).

A juíza Tereza Nina, coordenadora de Planejamento e Inovação da Corregedoria, informou que o plano tático é um auxílio técnico e direcionado conforme a realidade da unidade atendida. “A metodologia é voltada para alinhar o fluxo de trabalho entre a secretaria e o gabinete do magistrado, de modo que o processo tenha início – meio e fim, e não fique parado ou sendo movimentado aleatoriamente”, pontuou.

A magistrada também alertou sobre uma situação incomum na unidade, que possui número muito superior de processos conclusos no gabinete, se comparado com o acervo que aguarda movimentação em secretaria, fato que será debatido e inserido como tarefa no plano de ação construído por servidores e magistrado de São João dos Patos, com apoio da equipe de Planejamento e Inovação da CGJ nesta quinta (16). “O padrão é que para cada processo parado em gabinete, tenhamos 3 ou 4 em secretaria, e aqui temos uma situação inversa para averiguar e resolver”, ressaltou Tereza Nina.

O juiz Jean Saraiva participou da fase de diagnóstico da unidade, que ocorreu com análise das ‘caixas’ virtuais do sistema PJe (acervo total, pendências de julgamento, processos conclusos, aguardando movimentação, dentre outros), feita em conjunto com a servidora Anna Carolina Vale, secretária judicial da 5ª Vara Cível de São Luís e que integra a equipe de plano tático da CGJ. Em outra vertente, o estatístico Maycon Silva instruiu magistrado e equipe de servidores na identificação dos processos que precisam de atenção especial, a partir dos relatórios gerados pelo sistema Termojuris.

“Foi um dia muito proveitoso, pois conseguimos ver a unidade de forma ampla e já começamos a pensar as novas rotinas de trabalho para o plano de ação da comarca, aperfeiçoando nossos pontos fortes e corrigindo o que precisa aprimorar quanto ao fluxo processual”, destacou o magistrado da unidade.

Além do juiz, participam do plano tático em São João dos Patos os servidores Raimundo Filho (Oficial de Justiça); Jakson de Carvalho (auxiliar judiciário); Aderbal de Moura (técnico judiciário); Marcelo Oliveira (secretário judicial); Jefferson de Sousa (assessor jurídico); e as servidoras Fernanda dos Santos (analista judiciário); Karla de Sousa (oficiala de justiça); Eurídice Silva (técnica judiciária); Maria da Conceição Sousa (técnica judiciária); Erica Escobar (assessora); e Bruna Letícia (assessora jurídica).

Ascom TJMA

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Arquivos do Reais